Últimas
Versão para impressão

 

No Azurara Parque Aventura

Índios por um dia

Saímos cedo, inebriados pelas promessas e possibilidades de quem parte à descoberta - do mundo, de nós. Éramos muitos, felizes, expectantes.

NnnnnO contacto com a natureza revigorou-nos o corpo e a alma: o verde rejuvenesceu-nos; o discreto rumor das águas mansas apaziguou-nos as ânsias; os odores impregnaram-nos a pele.

Os desportos radicais em que nos empenhamos testaram-nos os limites, no respeito pelas explicações solícitas que os nossos guias e monitores nos transmitiram, clara e pacientemente. Também aqui aprendemos a escutar. E como é importante escutar: colocarmo-nos no lugar do Outro, sentir com ele, partilhar a sua alegria, o seu entusiamo, enriquecido de sentidos quando multiplicado!

Tudo se passou no Azurara Parque Aventura, numa atividade dinamizada pelos encarregados de educação, a quem se juntaram professores e assistentes operacionais da nossa escola. Jovens e graúdos, partilhamos o céu límpido e claro, a natureza polícroma, a merenda, os afetos, as emoções, neste dia ímpar que guardaremos na memória.